Durante o verão, o aumento da temperatura ambiental faz com que nosso organismo se comporte de forma diferente. Para manter a temperatura interna de aproximadamente 36ºC, o corpo libera o calor excessivo através principalmente do suor e nosso coração aumenta seu ritmo de trabalho, bombeando mais sangue para liberar o calor acumulado. Já o nosso sistema digestivo se torna mais lento assim como nosso metabolismo.

Aumentar o consumo de líquidos é a palavra de ordem no verão, a ingesta de água repõe o liquido perdido devido a maior transpiração e evita o aumento da temperatura interna do nosso organismo; outros líquidos como suco, água de coco e chás gelados podem ser consumidos para melhorar a hidratação e repor sais minerais e vitaminas perdidos no suor.

Como o metabolismo e digestão estão mais lentos, é importante investir em alimentos leves e poucos calóricos, devem ser evitados carnes vermelhas, frituras e produtos industrializados, invista em frutas e saladas. Alguns legumes e verduras como couve, brócolis e ervilhas além de serem fontes de vitaminas e sais minerais, são fontes de luteína e zeaxantina, que atuam como filtros para os raios ultravioletas.

Outros alimentos que atuam na fotoproteção são as castanhas, amêndoas e as oleaginosas de forma geral, pois possuem selênio e vitamina E que ajudam a proteger a pele dos efeitos dos raios solares.

É importante redobrar o cuidado com alimentos consumidos na rua, pois as altas temperaturas somadas a falta de higiene de muitos locais aumentam a proliferação de microorganismos, contribuindo para o aumento de casos de intoxicação alimentar.

A exposição excessiva e sem proteção ao sol pode causar além do envelhecimento precoce da pele, graves alterações como atrofia da epiderme até mesmo o câncer. O uso de protetor solar deve ser um hábito diário e precisa ser aplicado em toda as áreas do corpo exposta a luz solar, com Fator de Proteção Solar (FPS) de no mínimo 30.

Aproveite o verão, somos mais felizes nesses dias, o sol estimula a produção de serotonina, uma substância do sistema nervoso responsável pela sensação de bem-estar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *