O segredo da felicidade e bem-estar é uma das maiores preocupações da era moderna, para muitos definidas como uma sensação plena de “paz” e “contentamento”. Estudiosos afirmam que ser feliz significa manter um equilíbrio e assim permitir que nosso cérebro funcione de maneira ágil e saudável, sendo o resultado de nossas atitudes e estilo de vida, e não do que temos e podemos obter.

E porque a felicidade é tão difícil de ser alcançada? Segundo Enrique Tamés (Professor da Universidade da Carolina do Norte e diretor do Institute of Wellbeing and Happiness do Instituto Tecnológico e de Estudos Superiores de Monterrey), o ser humano tem uma predisposição para a negatividade, “Durante 1000 anos, os homens sobreviveram não porque estavam atentos ao prazer, mas porque estavam atentos ao perigo. O ser humano foi desenhado geneticamente para ver perigo em tudo e prestar atenção nele. É por isso que temos o noticiário sempre cheio de notícias ruins, de desastres”, diz. “Nossa natureza, ainda que tenhamos uma vida boa, diz que precisamos ter preocupações. ”

Para melhorar tal predisposição, meditação, terapia e substâncias que liberem serotonina ajuda muito, como ficar exposto 20 minutos ao sol ou determinados alimentos que liberam tal hormônio, porém o mais importante é saber equilibrar as emoções e aprender a lhe dar com nossos problemas, já que eles vão sempre existir. Muitos pesquisadores recomendam que ter quatro emoções positivas para cada uma negativa é uma boa média para se equilibrar as emoções.

O filósofo afirma ainda que a felicidade somente está ligada a nosso nível financeiro até determinado ponto, quando precisamos de dinheiro para sobreviver, depois essa relação acaba. Afirma ainda que a maioria dos estudos contribuíram mais para a relação felicidade e trabalho, trabalhar é uma oportunidade de desenvolver nossas habilidades e potencialidades para evoluirmos como seres humanos, quanto mais felizes somos no trabalho, maior nossa produtividade, e melhor para a empresa também.

A felicidade verdadeira vai além de uma dose extra de dopamina e unicamente de pensamentos positivos como afirma os livros de auto ajuda. Apenas pensar positivo não vão fazer as coisas darem certo e nem resolver nossos problemas, assim existe uma relação direta entre bem-estar e propósito de vida com a felicidade.

  • Trabalhe:

Como já foi dito, o trabalho nos torna produtivo e nos permite evoluir como ser humano, criando valor a própria vida e na vida dos outros. Sempre busque aprender coisas novas, aprender novos conhecimentos é uma ginástica mental muito importante

 

  • Durma Mais:

Dormir com qualidade e quantidade adequada além de nos proporcionar um descanso adequado faz com que nosso cérebro processamos melhor as lembranças desagradáveis melhorando no estado de humor.

 

  • Pratique atividade física

O exercício físico ajuda a diminuir os níveis de cortisol. Já as endorfinas são uma espécie de “analgésico natural” e a prática regular de atividades físicas induz sua liberação, assim como de serotonina e a dopamina, neurotransmissores que auxiliam na redução do estresse e da ansiedade.

 

  • Ter relacionamentos próximos

O ser humano é essencialmente sociável, precisamos do outro, da companhia, do carinho e reconhecimento. Ter relacionamentos saudáveis e verdadeiros que podemos confiar no outro e compartilhar experiências nos torna pessoas menos propensas a ter depressão.

 

  • Faça meditação e pratique a gratidão

Estudos afirmam que em pessoas que praticam a meditação de atenção plena, a área do cérebro associada ao estresse teve uma atividade mínima.

Por outro lado, o Journal of Happiness Studies publicou um estudo sobre a gratidão, foram convidadas 219 pessoas para escreverem cartas de agradecimento por três semanas. Os sintomas foram comparados para mensurar como as pessoas se sentiam antes e depois do exercício. Assim, verificou-se que os sintomas da depressão desapareciam com essa simples atividade.

 

  • Sentimentos negativos a mostra

Demonstrar sentir sentimentos negativos, como raiva e decepção por exemplo, nos faz sermos pessoas mais flexíveis e nos permite mudar nosso estado mental a procura sempre do bem-estar. Reconhecer e usa-las para mudar nossos comportamentos é parte fundamental do processo de viver bem.

Ficar pensando em sentimentos que não nos fazem bem não é bom para a nossa saúde mental, logo o simples processo de falar desencadeia a produção de serotonina, além de ser visto o lado positivo da situação ou até mesmo uma solução para determinado conflito.

 

Essas são algumas dicas e formas de se procurar o bem-estar e propósito em nossas vidas, para que possamos balancear a equação das nossas emoções e facilitar a enfrentar nossos problemas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *