De acordo com o artigo 1, parágrafo primeiro, do Código de Trânsito Brasileiro, trânsito é a utilização das vias por pessoas, veículos e animais, isolados ou em grupos, conduzidos ou não, para fins de circulação, parada, estacionamento e operação de carga e descarga.

 

A violência no trânsito ainda é uma das mais importantes causas de morte e feridos em todo o mundo, sendo a principal causa de morte entre jovens menores de 35 anos do sexo masculino; e a OPAS (Organização Pan-americana de Saúde) estima-se que esse tipo de acidente custa a seus países 3% do seu Produto Interno Bruto (PIB).

 

Ainda segundo a OPAS, a cada ano, a vida de 1,35 milhão de pessoas é interrompida devido a um acidente de trânsito, e em média 20 e 50 milhões de pessoas sofrem lesões não fatais, muitas delas resultando em incapacidades físicas. Apesar desses fatos desde a implantação da Lei Seca, em 2008, o número de mortes por acidentes vem sofrendo uma queda consecutiva, reduzindo em 14%.

Na capital baiana, Salvador, esse número também vem diminuindo, no ano da implantação da lei foi registrado um total de 224 mortes no trânsito, contra 182 em 2015; a violência e imprudência no trânsito ainda é grande, assim a conscientização, informação e educação sobre a segurança no trânsito precisa evoluir.

Segundo o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte), os tipos mais comuns de acidentes de trânsito são: albaroamento no mesmo sentido ou transversal, saída da pista, choque com objeto fixo, capotagem e colisão frontal. Os acidentes são causados em sua grande maioria por falha humana como imperícia, imprudência ou falta de atenção; fruto de escolhas inadequadas e arriscadas.

Dessa forma o movimento Maio Amarelo nasce como um movimento internacional, presente em mais de 27 países, para uma conscientização para um trânsito seguro e com redução de acidentes. O objetivo da campanha é chamar atenção da sociedade para a segurança no trânsito e mobilizar os mais diversos segmentos da sociedade, como governo, entidades públicas, empresas privadas, escolas etc.

Em 2019 a campanha chega a sua sexta edição, “No Trânsito o Sentido é a Vida”, no esforço de estimular condutores, ciclistas e pedestres a optarem por um trânsito mais seguro, e além disso apresenta o tema “Me Ouça”, uma proposta que incentiva os adultos a ouvirem os conselhos dados pelas crianças, conselhos de quem sabe mentir, e conhece muito bem o que é certo ou não é. Para conteúdo na integra da campanha, acesse https://maioamarelo.com/2019-no-transito-o-sentido-e-a-vida/ .

De acordo com a ONU, o Brasil é o quinto país mais violento no trânsito, e em relação a motocicletas é o segundo na lista de país com mais morte. Assim, é necessário reunir todos os esforços por um trânsito mais seguro para diminuir esses números. Utilizar sempre o cinto, capacete ou outras formas de segurança, não beber e dirigir, evitar o uso de celular, respeitar a sinalização e os pedestres são formas seguras e simples que podem ajudar a melhorar a qualidade do trânsito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *