SAÚDE TAMBÉM É COISA DE HOMEM – 15 DE JULHO, DIA DO HOMEM

 

No Brasil, essa data é comemorada anualmente desde o ano de 1992, com a iniciativa da Ordem Nacional dos Escritores Brasileiros, e tem como objetivo principal a conscientização da população masculina sobre os cuidados com sua saúde. No ano de 2008 o Ministério da Saúde lançou a Política Nacional de Saúde do Homem para facilitar o acesso dessa comunidade aos serviços de saúde e promover ações que contribuam para a compreensão da realidade masculina no seu contexto sociocultural e político-econômico, possibilitando assim o aumento da expectativa de vida e a redução da morbimortalidade por causas preveníveis.

 

A cada três pessoas que morrem no país, duas delas são do sexo masculino e os homens brasileiros vivem em média 7 anos a menos que as mulheres; entre as principais causas de morte prematura estão a violência e os acidentes no trânsito, seguido de infarto e doenças cardiovasculares.

 

Pesquisas apontam que ainda nos tempos atuais, essa vulnerabilidade existe devido a cultura patriarcal enraizada a séculos no país; outro fator que contribui para a baixa procura dos homens aos serviços de saúde pode estar ligado ao seu papel de provedor e a alegação da sua jornada de trabalho incompatível com os horários de funcionamento das unidades de saúde em geral, adiando sua ida ao médico. Sendo assim os homens em sua grande maioria, procura cuidados a saúde por incentivo de familiares sendo então, muito comum já apresentarem a doença relativa a suas queixas principais em estado avançado.

 

É necessário quebrar o mito de que homens são fortes o tempo todo e não adoecem; se conscientizar do autocuidado para viver mais e com qualidade. A adoção de hábitos saudáveis, a prática de atividade física regular, a alimentação balanceada e o uso moderado de bebidas alcoólicas são cruciais para diminuir estes agravos evitáveis.

 

No Brasil, o câncer de próstata é o mais comum entre os homens, sendo assim, homens com mais de 50 anos e com sintomas, como dificuldade para urinar, jato urinário fraco ou sensação de esvaziamento incompleto da bexiga, devem ir ao médico para investigar o problema, pois é possível que outras doenças apresentem mesmos sintomas.

 

Vale lembrar que o câncer de próstata é considerado de terceira idade, já que ¾ dos casos acontecem a partir dos 65 anos e o risco pode ser maior em quem tem histórico familiar da doença. Ainda não existem exames adequados para o rastreamento do câncer de próstata e a melhor alternativa hoje é manter uma alimentação saudável, não fumar, ser fisicamente ativo e visitar regularmente seu médico.

 

É importante ressaltar os sintomas mais característicos relacionados a próstata, são eles:

-Dificuldade para urinar
-Aumento do número de micções principalmente à noite
-Urgência para urinar
-Dificuldade para iniciar ou parar o fluxo urinário
-Jato urinário fraco, reduzido ou interrompido
-Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga

 

Chamar a atenção para os cuidados da saúde masculina é o objetivo principal dessa comemoração, não se esquecendo também de outros temas como a conscientização da igualdade de gêneros e o destaque dos papeis positivos do homem na sociedade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *